Notícias

30 de novembro de 2016

Fórum Desenvolvimento e Economia de Baixo Carbono levanta setores indispensáveis para a transição brasileira a uma economia verde


O Brasil precisa melhorar os investimentos em inovação e tecnologia para se tornar mais eficiente e produtivo no uso racional dos recursos naturais, ponto fundamental na transição para uma economia com baixo impacto de emissões. Esse foi o ponto chave do Fórum Desenvolvimento e Economia de Baixo Carbono, organizado pelo Instituto Escolhas, donatário do Clima e Sociedade, em parceria com o Insper e a Folha de São Paulo na quarta-feira, dia 23/11. Durante o evento, foi consagrado o debate sobre economia de baixo carbono.

forum_economia_baixocarbono

Fonte: Folha de São Paulo

“Foi muito importante ver o auditório com cerca de 400 pessoas, repleto de “pesos-pesados” da economia, discutindo esse tema. O baixo carbono entra em perspectiva em qualquer reforma econômica”, avalia Ana Toni.

Nesse contexto, é necessário, explica, pensar na arrumação do Brasil, que passa por grave crise e recessão, ao mesmo tempo em que as diretrizes de low carbon são incorporadas nas estruturas nacionais em processo de reformulação. A agenda, portanto, não disputa mais com a economia, e sim engaja-se com ela para encontrar soluções financeiras e climáticas.

Em um cenário de aumento ininterrupto da demanda por bens materiais e suprimentos básicos, como alimento e energias, o caminho para o Brasil passa necessariamente por se tornar mais produtivo. Áreas como setor energético, agronegócio, biomateriais e reflorestamento são chave na transição para uma economia de baixo carbono.

Participantes do Fórum

Ana Toni, diretora do Instituto Clima e Sociedade
Ricardo Abramovay, professor titular da FEA-USP
Bernard Appy, diretor do Centro de Cidadania Fiscal
José Roberto Mendonça de Barros, fundador da consultoria MB Associados
Hector Gomez, gerente da International Finance Corporation
Ricardo Sennes, economista da Consultoria Prospectiva
José Augusto Coelho Fernandes, diretor da Confederação Nacional da Indústria
Marcos Jank, diretor global da BRF
Sergio Leitão, diretor do Instituto Escolhas
Luiz Barroso, presidente da Empresa de Pesquisa Energética
Celina Carpi, presidente do Conselho do Instituto Ethos
Jorge Arbache, secretário do Ministério do Planejamento
Marcos Lisboa, presidente do Insper
Carlos Nobre, membro da Academia Brasileira de Ciências

2017. Todos os direitos reservados.