IDEC

Consumo sustentável, mobilidade urbana e mudança climática

  • Organização: IDEC – Instituto de Defesa do Consumidor
  • Estratégia: Transporte
  • Valor USD: $ 150.000
  • Ano/Duração: 2015 – 12 meses

Resumo

Essa concessão procurará influenciar o comportamento dos cidadãos no que diz respeito aos problemas da mobilidade urbana e das mudanças climáticas através de uma campanha focada no consumidor. O projeto irá construir uma plataforma para o consumidor em relação à mobilidade urbana, procurando aumentar a conscientização dos direitos e de suas prioridades. Uma ferramenta online será desenvolvida para servir como um canal de relatório exclusivo para problemas de mobilidade urbana, procurando monitorar e identificar áreas problemáticas e percepções dos consumidores, como transporte público, calçadas e ciclovias. Além disso, permitirá ao Instituto a participação no processo de consultoria do plano de mobilidade de São Paulo e participar na discussão do contrato de concessão do serviço de ônibus da cidade. A Instituição irá ligar esses problemas às preocupações ambientais, especialmente mudanças climáticas, além de garantir aos consumidores tornarem-se voz relevante a fim de reivindicar políticas de mobilidade urbana mais inclusivas, eficientes e de baixo carbono. Essas vozes foram importantes no passado, como visto nos protestos de 2013, e são da maior importância no debate nacional. 
Esta concessão irá trazer a legitimidade e a experiência do IDEC para as discussões de mobilidade urbana, ao invés de problemas específicos como transporte público. Este projeto irá trabalhar na concessão anterior e nas campanhas desenvolvidas pela instituição.


Resultados / Objetivos / Atividades

Esta concessão tem dois objetivos principais:

  1. Informar, conscientizar e facultar ao cidadão-consumidor a capacidade de reconhecer que, no que concerne à mobilidade urbana, a política pública tem um efeito direto na qualidade de vida, na saúde e no meio ambiente. Isso irá permitir que os consumidores influenciem positivamente os debates políticos nacionais e locais.
  2. Contribuir para o estabelecimento de políticas públicas focadas em melhorar a mobilidade urbana em São Paulo, demandando qualidade nos serviços de transporte público, uso de espaço público em favor de meios de transporte coletivos, de baixo carbono e de baixo impacto no meio ambiente e seguros para os usuários e pedestres.

Suporte Institucional

  • Organização: IDEC – Instituto de Defesa do Consumidor
  • Estratégia: Transporte
  • Valor USD: $ 300.000
  • Ano/Duração: 2013 – 12 meses

Resumo

O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (IDEC) tratará de problemas relacionados ao transporte e mobilidade urbana no Brasil através de duas propostas diferentes: i) investirá em ações específicas com intuito de incrementar a eficiência energética dos veículos a fim de reduzir suas emissões e manter o consumidor informado sobre essas ações. ii) conscientizar e informar a população sobre mobilidade urbana com o intuito de melhorar o transporte público das cidades

A organização continuará a trabalhar na implementação da “logística reversa”. Finalmente, o projeto também apoiará o desenvolvimento e a implementação do plano estratégico do IDEC.


Resultados / Objetivos / Atividades

Resultados para essa doação incluem: i) aumentar as normas de eficiência de combustível dos veículos e melhorar a qualidade dos serviços de transporte público no Brasil; ii) contribuição nos acordos setoriais de logística reversa previstos pela Política Nacional Brasileira de Resíduos Sólidos garantindo que esses acordos respeitem os direitos do consumidor e sejam efetivamente implementados; iii) expandir o alcance de ação e compromisso do IDEC através da procura de novos aliados, maior presença na mídia e melhorias na relação com os consumidores. Essa expansão deve resultar em uma rede maior de futuros adeptos.


Destaques

O trabalho da IDEC na primeira e na segunda doação muito contribuiu para a criação da Inovar-Auto. Em parceria com o IEMA, foram as vozes mais importantes da sociedade civil na formulação do programa. Em relação à Logística Reversa, o IDEC catalisou discussões com diferentes setores, incluindo 40 representantes de ONGs, comunidade empresarial, “catadores” e representantes do governo a fim de discutir acordos de logística reversa que ainda estão sob consideração no governo.

Suporte Institucional

  • Organização: IDEC – Instituto de Defesa do Consumidor
  • Estratégia: Transporte
  • Valor USD: $ 300.342
  • Ano/Duração: 2012 – 12 meses

Resumo

O setor de transportes no Brasil é uma fonte cada vez mais importante de GEE. Para abordar essa questão, o ClimateWorks financiará o Instituto de Defesa do Consumidor (IDEC) para defender a criação de normas de eficiência de combustível doméstico através de três ações estratégicas: i) criar uma pasta de base de dados para organização de normas a serem utilizadas em reuniões e eventos do governo; ii) discutir, com associação de fabricantes de automóveis brasileiros, a adaptação de sistemas de rotulagem assim como solicitar informações sobre as emissões e a eficiência do combustível nos veículos; e iii). Informar à população a realidade das práticas existentes e das emissões dos gases de feito estufa geradas pela indústria automobilística, buscando desta forma, orientar os consumidores a mudar os padrões de escolha. A CW estima que esses esforços contribuirão para uma queda da emissão dos gases do efeito estufa em aproximadamente 50 MT de CO2 até 2030.


Resultados / Objetivos / Atividades

Objetivos: i) pesquisar e gerar material com o intuito de informar ao consumidor o impacto ambiental causado pela frota de veículos existente hoje no país e divulgar benefícios produzidos por melhores escolhas. ii) divulgar resultados de pesquisa, procurar atingir maior número possível de pessoas e colaborar com a regulação da economia de combustível, e iii) participar de processos governamentais relacionados com a criação e implementação de políticas públicas direcionadas à eficiência energética dos veículos.


Destaques

Como resultado da doação, a contribuição do IDEC –Instituto de Defesa do Consumidor– foi da maior importância nas discussões junto a Comissão Federal responsável pela Eficiência Energética que resultaram na Inovar-Auto, programa que tem como um dos objetivos principais, incentivar as empresas a fabricar carros mais econômicos e mais seguros. Um importante estudo sobre a eficiência energética do carro brasileiro, comparado com a frota internacional, obteve grande repercussão na imprensa.