IEMA

A Importância da Energia dentro da Política Climática Nacional

  • Organização: IEMA – Instituto de Energia e Meio Ambiente
  • Estratégia: Política Climática
  • Valor USD: $ 246.546
  • Ano/Duração: 2014 – 10 meses

Resumo

Através desta concessão, o IEMA irá focar na Política Energética, item da maior importância na estratégia de Política Climática proposta pela LARCI Brasil. Os resultados esperados da concessão são de inserir a IEMA na discussão nacional sobre política energética como um interlocutor técnico e assistir e mobilizar outras organizações não goverNOMEntais a pressionar por uma política energética limpa que priorize energia eólica, solar e de biomassa.


Resultados / Objetivos / Atividades

Resultados para essa concessão incluem: i) uma avaliação comparativa das fontes de energia para geração elétrica; ii) uma avaliação de experiências comparadas (por exemplo, Brasil vs. outros países), no uso de instrumentos da política pública para expandir fontes de energia renovável e regulação ambiental das TPPs; iii) uma avaliação crítica sobre o Plano de Energia Nacional para 2050 (PEN2050); e iv) a promoção de uma maior discussão técnica com a sociedade civil.


Destaques

No que diz respeito ao objetivo de inserir o IEMA na discussão sobre políticas energéticas como um agente técnico, está sendo preparado uma avaliação comparativa das fontes de energia para geração elétrica que aborda potenciais técnicos, custos, confiabilidade, impactos ambientais, etc. O Instituto concluiu as avaliações sobre energias eólica e solar e está começando a avaliar biomassa. Ao longo do trabalho, importantes políticas ativas, com o objetivo de adotar fontes eólicas e solares, foram identificadas no Brasil.

Quanto ao propósito de qualificar ONGs e promover discussões técnicas com a sociedade civil, com o claro objetivo de pressionar por uma política energética limpa, os resultados serão de muita importância para a apresentação da IEMA na SEEG 2014. Mais do que dados das emissões de GEE do setor energético, o IEMA poderá fazer uma abordagem crítica durante sua participação em reuniões da SEEG. O IEMA também está participando em outras redes, como a “GT Infraestrutura”.

Desafios e Oportunidades para Energia Eólica e Solar no Brasil

  • Organização: IEMA – Instituto Energia e Meio Ambiente
  • Estratégia: Política Climática
  • Valor USD: $ 300.000
  • Ano/Duração: 2015 – 12 meses

Resumo

A matriz de geração de energia do Brasil está enfrentando uma transição com um aumento da quota de combustíveis fósseis para termoelétricas, ameaçando a estratégia de baixo carbono do país. A proposta desta concessão tem foco no perfil de geração de energia do Brasil no futuro analisando as condições para um papel central de menos fontes de energia com muita geração de carbono, visando uma expansão mais rápida de instalações eólicas e solares como alternativas para a geração de energia.

Através da interlocução entre os principais representantes do setor elétrico, o IEMA irá produzir uma nota técnica com um conjunto de recomendações para simplificar o desenvolvimento da participação das energias eólica e solar como fontes complementares de energia no Brasil.
Essas recomendações serão claramente fundadas em análises técnicas, econômicas, políticas e ambientais cobrindo tecnologias de geração, incentivos políticos, as principais partes interessadas, desafios operacionais, qualificação de trabalho e outros.


Resultados / Objetivos / Atividades

Os dois resultados esperados são de qualificar e mobilizar ONGs para pressionar por uma política energética limpa que priorize fontes eólicas e solares na geração de energia e inserir o IEMA em debates qualificado sobre política energética (setor de energia) como um interlocutor técnico.

Linhas de ônibus exclusivas e diagnóstico de mobilidade urbana em cidades estratégicas

  • Organização: IEMA – Instituto de Energia e Meio Ambiente
  • Estratégia: Transporte
  • Valor USD: $ 351.210
  • Ano/Duração: 2015 – 12 meses

Resumo

A respeito de Linhas de Ônibus Exclusivas, o IEMA irá providenciar uma profunda análise dos benefícios de seus benefícios e irá construir uma metodologia de avaliação que pode ser aplicada em diferentes tipos de linhas exclusivas de ônibus. O IEMA estabelecerá um diagnóstico de mobilidade urbana em Brasília e Recife, através de uma descrição aprofundada da caracterização física do sistema de mobilidade, da legislação, da regulamentação municipal e do processo de planejamento. Esta informação será sistematizada e disponibilizada para movimentos sociais trabalhando nessas duas cidades.


Resultados / Objetivos / Atividades

Linhas de Ônibus Exclusivas:

  1. Identificar e quantificar fatores que afetam a perfomance das linhas de ônibus exclusivas e definir tipos básicos de linhas exclusivas.
  2. Desenvolvimento de uma ferramenta de otimização para analisar base de dados de GPS.
  3. Estimar a redução do consumo de energia, emissão de poluentes locais e de gases do efeito estufa para tipos diferentes de linhas.
  4. Realizar visitas de campo para outras cidades que implantaram/ estão implantando faixas (Goiania, Rio de Janeiro e Curitiba) para obter informação adicional e, se possível, fazer uma análise comparativa.
  5. Promover debates e discussões com tomadores de decisões e ONGs de cidades estratégicas.

Diagnóstico de Mobilidade Urbana:

Para ambas Brasília e Recife:

  1. Identificar e descrever a caracterização física do sistema de transporte.
  2. Legislação Municipal a respeito de mobilidade urbana, clima e qualidade do ar.
  3. Identificar os elementos básicos na regulação de transporte público.
  4. Mapear o processo de planejamento de mobilidade urbana.
  5. Sistematização.

Normas de Eficiência para Veículos Leves e Pesados

  • Organização: IEMA – Instituto de Energia e Meio Ambiente
  • Estratégia: Transporte
  • Valor USD: $ 490.000
  • Ano/Duração: 2012 – 12 meses

Resumo

Lançar campanha com o objetivo de tornar obrigatória as normas de eficiência de combustível através do apoio e incentivo aos Planos Setoriais de Mudanças Climáticas do BrasilAlém disso, essa doação também irá apoiar o desenvolvimento de um plano estratégico interno da IEMA.


Resultados / Objetivos / Atividades

Resultados para essa doação incluem: i) o estabelecimento de normas de eficiência de combustível para veículos leves; ii) estabelecimento de normas de eficiência de combustível para veículos pesados; iii) aprovação e implementação de um Plano Setorial de Transporte (PST) pelo CIM; e iv) desenvolvimento, aprovação e implementação de um plano estratégico institucional.


Destaques

Como resultados da doação: i) o IEMA colaborou para incluir metas de eficiência de combustível para veículos comerciais leves (LDV – em inglês) no programa INOVAR AUTO. Considerando que a maioria das montadoras nacionais estão participando da INOVAR AUTO, é estimada uma redução de 7 a 13% de emissão de gases do efeito estufa por veículos leves até 2021; ii) A comparação absoluta de eficiência de combustível da frota nacional feita pelo IEMA foi incorporada ao site da CONPET iii) campanha de eficiência de combustível do Greenpeace baseada em informações técnicas do IEMA; iv) anúncio oficial pela presidente da República, em junho de 2013, do Plano Setorial de Transporte e de Mobilidade Urbana para Mitigação das Mudanças Climáticas (PSTM)

Suporte Técnico para Estabelecer Normas de Eficiência de Combustível (ambos veículos leves e pesados) até 2015 e Garantir à Execução de Políticas, Planos e Leis de Mobilidade até 2014.

  • Organização: IEMA – Instituto de Energia e Meio Ambiente
  • Estratégia: Transporte
  • Valor USD: $ 566.000
  • Ano/Duração: 2013 – 12 meses

Resumo

O objetivo dessa doação é promover políticas dentro do setor de transporte (e possivelmente do setor de energia) a fim de ajudar o Brasil a diminuir a emissão de gases do efeito estufa e avançar em suas metas de redução voluntárias.


Resultados / Objetivos / Atividades

Objetivos para essa doação incluem: i) a definição de normas de eficiência de combustível para veículos pesados até 2015; ii) a priorização do investimento em transporte público em massa como definido nos planos de mobilidade urbana de cidades estratégicas até 2014; iii) síntese da política climática no Brasil com os planos setoriais nacionais até 2015; e iv) avaliação dos riscos e oportunidades da incorporação de políticas energéticas pelo IEMA em suas principais áreas de atuação até 2014.


Destaques

Como resultados dessa doação: i) o IEMA elaborou o estudo técnico “Objetivos Compulsórios para a Eficiência de Combustível de Veículos Pesados: Experiências Internacionais, Análises Institucionais e o Potencial Técnico para o Brasil”; ii) o IEMA realizou avaliação e posterior divulgação das reduções das emissões de gases do efeitos estufa a partir de parâmetros operacionais nas faixas exclusivas de ônibus em São Paulo; iii) o IEMA participou do processo de revisão do Plano Nacional de Mudança Climática, onde trabalharam na melhoria do Plano de Mitigação do Setor de Transporte e Mobilidade Urbana; iv) o IEMA elaborou o Inventário Nacional de Emissões do Setor de Aviação Civil; v) o IEMA desenvolveu uma base de dados sobre os subsetores de combustível e energia, incluindo: a evolução da capacidade de geração elétrica no país por fonte de energia, assim como a evolução do consumo de energia e eletricidade por setor, projeções para as emissões de gases de efeito estufa para 2020 e 2030 (essas sendo baseadas no Plano Nacional de Energia – PNE 2030).