Respostas do Instituto Clima e Sociedade

DESAFIOS
O aquecimento do planeta é consequência das atividades humanas que consomem combustíveis fósseis e emitem dióxido de carbono e outros gases responsáveis pelo efeito estufa.
VEJA MAIS

VISÃO

A visão do iCS é um Brasil próspero e justo liderando a transição para 1,5°C.
Leia Mais

FUTURO

Um futuro melhor depende basicamente das escolhas da sociedade. O iCS trabalha para que decisões sejam feitas rumo a um modelo de desenvolvimento próspero e de baixo carbono.
Entenda como

O Que Fazemos

O Instituto Clima e Sociedade (iCS) é uma organização filantrópica e de re-financiadores que promove prosperidade, justiça e desenvolvimento de baixo carbono no Brasil. O Instituto funciona como uma ponte entre financiadores internacionais e nacionais e parceiros locais. O iCS pertence a uma ampla rede de organizações filantrópicas dedicadas à construção de soluções para a crise climática. O Instituto busca as condições e a arquitetura para que a sociedade e os tomadores de decisão possam fazer boas escolhas que levem o Brasil a um futuro próspero e seguro para o clima.

O iCS procura soluções para os problemas climáticos a partir de uma lente social. Por isso, prioriza medidas que, além de reduzir as emissões de GEE, também gerem melhorias na qualidade de vida para os mais vulneráveis. Nesse sentido, o Instituto apoia a promoção de empregos verdes, a melhoria de sistemas de transporte público, a criação de infraestrutura de mobilidade ativa e a energia limpa de baixo custo.

Nossas áreas de atuação são:

  • Fomento de organizações e projetos da sociedade civil, academia e governos (Grant Making):
  • Mobilização de Recursos filantrópicos e outros de atores nacionais e internacionais (Mobilizing Resources)
  • Conexão entre atores e catalisação de ações (Convening)
infografico_01(1)

Perspectiva iCS de Mudanças Climáticas no Brasil

Desenvolvimento social e mitigação das mudanças climáticas são dois conceitos que andam juntos e exercem grande influência um sobre o outro. Assim como as alterações climáticas produzem graves consequências para a sociedade – como secas e inundações – a atuação na área climática contribui para o seu desenvolvimento.

Nas últimas duas décadas, o Brasil mostrou-se capaz de apresentar bons resultados tanto em relação às questões ligadas ao desenvolvimento econômico, quanto àquelas relacionadas às questões climáticas, tais como:

  • Aumento considerável do PIB: de U$ 462 milhões em 1990 para U$ 2,392 bilhões em 2013 (Banco Mundial);
  • Grande melhora do índice de Desenvolvimento Humano (IDH). De 0,612 em 1990 para 0,744 em 2013 (PNUD);
  • Redução do número de pessoas vivendo em situação de pobreza extrema no Brasil de 13,6% em 2001 para 4,9% em 2013;
  • Redução de emissões de carbono causadas pelo desmatamento de 1,13 bilhões de toneladas em 1990 para 467 milhões de toneladas em 2014.

O Brasil alcançou o status de líder mundial no que diz respeito à redução das emissões de carbono, e mostrou que é capaz de executar ações significativas no âmbito das mudanças climáticas. O caminho de desenvolvimento de baixo carbono pode ajudar o país a enfrentar as questões-chave de desigualdade mais rapidamente, incluindo o acesso à energia e à mobilidade.

Algumas particularidades, com as citadas abaixo, capacitam o Brasil como um dos poucos países em condições de alcançar a neutralidade de carbono em 2050.

  • Demandas sociais significativas: 90% dos brasileiros acreditam que a mudança climática já produz prejuízos pessoais (Pew Research Center);
  • Crescentes oportunidades econômicas para negócios de baixo carbono (incluindo inovação, incentivos econômicos e colaboração multilateral);
  • Abundância em recursos naturais (incluindo sol, vento, terra e floresta);
  • Estrutura democrática sólida do país.

As Contribuições Nacionalmente Determinadas Pretendidas do Brasil (INDCs, na sigla em inglês), bem como as declarações anteriores da Presidente Dilma Rousseff, mostram que há vontade política para a mitigação das mudanças climáticas.

Por esses motivos, o iCS acredita que, através de uma forte ação cívica, vontade política e incentivos econômicos, podemos mudar a produção e o consumo do Brasil, com o intuito de dissociar as emissões do país de seu desenvolvimento econômico.

Visão do iCS

Um Brasil próspero e justo liderando a transição para 1,5°C

Missão do iCS

Tornar-se reconhecido como um centro de excelência da filantropia no Brasil voltado às mudanças climáticas por meio de:

  • Apoio financeiro (Grant Making): apoiar e promover organizações e projetos da sociedade civil, academia e governo;
  • Mobilização de Recursos (Mobilizing Resources): engajar a filantropia nacional e internacional, bem como outros agentes financeiros;
  • Conexão (Convening): conectar parceiros e catalisar ações transversais aos setores.

Parcerias